Se você estiver com esses 9 sintomas, faça um teste de HIV imediatamente

Alguns meses após a pessoa ser contaminada com o vírus do HIV, pelo menos metade delas apresentam sintomas que podem ser facilmente confundidos com uma gripe comum, esse fenômeno é difundido como síndrome retroviral aguda. Geralmente uma pessoa infectada só vai apresentar os sintomas meses depois da infecção, ou até alguns anos depois.

Quem começa a sentir os sintomas já pode estar em fase avançada da doença, porém as manifestações podem mudar dependendo de cada tipo de caso. Abaixo estão relacionados alguns sintomas que podem indicar HIV positivo, e deve ser procurado um médico tão logo você os sinta.

Febre: um dos primeiros sintomas é febre aguda que pode atingir até os 39°C acompanhada de dor de garganta, fadiga, inchaço nos gânglios, formigamento e sensação de fraqueza. Músculo atrofiado, dor nas articulações e inchaço nos gânglios: a síndrome pode ser confundida com gripe ou até uma infecção viral. Como eles entram em defesa do organismo, eles inflamam e por isso há dores na articulação uma vez que eles estão localizados no pescoço, virilha e axila.

Erupção cutânea: mesmo que apareçam, nem todos os pacientes apresentam essas erupções. Náusea, vômito, diarreia: mais da metade dos infectados possuem esses sintomas em curto prazo, eles acontecem como conseqüência da terapia anti-retroviral ou outra infecção adicional. Perda de peso: a perda de peso é um sinal da doença em um estágio mais avançado e muito se deve por causa da diarreia grave.

Pneumonia, herpes e infecções fúngicas: infecções como toxoplasmose é muito comum, assim como a propagação de um vírus conhecido como citomegalorivus, herpes nos lábios ou infecções genitais. Mudanças nas unhas: espessamento, curvatura e manchas ou linhas pretas ou marrons são sinais da doença. Confusão ou dificuldade de concentração: problema de cognição pode acontecer tardiamente, assim como alterações na coordenação motora e irritabilidade emocional. Irregularidades menstruais: em um estágio avançado, a doença pode causar irregularidade menstrual com períodos menores e mais amenos.